“Melhores lugares para se viver em 2009” da Mercer



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Dou ao relatório de Mercer sobre os melhores lugares para se viver em 2009 um grande bocejo.

Foto: mbell1975

A Business Week apresenta fotos de paisagens urbanas europeias organizadas e organizadas: catedrais estóicas juntamente com nomes de marcas familiares, arranha-céus, toda a organização do dinheiro e da "civilização". Os edifícios são limpos e curiosamente históricos, os céus são azuis, os rios estão estrategicamente passando por uma arquitetura que parece um cartão-postal.

Bravo. E?

Os relatórios da Mercer calculam essencialmente a “qualidade de vida” nas cidades para as quais as empresas pensam em enviar trabalhadores. Nova York é a cidade-base de todos os relatórios - é dada uma pontuação de índice de 100 e todas as outras cidades são julgadas em torno disso.

Os fatores considerados nas classificações da Mercer incluem:

A infraestrutura: eletricidade, água, serviços postais, transporte, etc ...

Custo / qualidade de vida: quão extravagante é um estilo de vida que você consegue com um orçamento decente?

Acessibilidade: A que distância fica o aeroporto internacional mais próximo? Qual a frequência / preços razoáveis ​​dos voos?

Taxas de criminalidade e estabilidade econômica e política: Você vai ter que se preocupar em ser expulso por um golpe? Enfaixado no metrô?

Não há nada de errado com esses cálculos, e eles certamente escolhem cidades seguras, altamente organizadas e desenvolvidas.

... mas ... e neste mas mente, na minha opinião, tudo de fantástico em viagens ...

Esses são lugares onde você pode conseguir todos os luxos do estilo de vida corporativo moderno relativamente barato, onde vale mais a pena ter comprado toda essa visão de globalização que julga a qualidade de vida com base mais na Starbucks e na organização do que em ... conexões humanas? Comunidades movimentadas? Diversidade?

Pode me chamar de pouco prático e romântico, mas acho que qualidade de vida deveria ser muito mais do que isso. Por maiores que essas cidades possam ser - e algumas delas são lugares incríveis e certamente maravilhosos para se viver - eu acho que esses critérios refletem principalmente uma cultura de expatriados que exige vinhos franceses importados e apartamentos totalmente mobiliados em qualquer posto avançado que a empresa tenha mais recentemente invadida.

E eu encontro aquele, além de ser um tanto triste, incrivelmente chato.

Meus critérios para os melhores lugares para morar em 2009 seriam:

1) Uma cultura de café próspera.

2) Pessoas que ainda amam, se preocupam e cultivam seus próprios alimentos.

3) Locais públicos que estão vivos e fervilhando de atividade. Pessoas que se encontram nesses lugares.

4) Um certo grau de imprevisibilidade - não conformidade e não uniformidade. Você consegue encontrar lojas de macarrão ou lojas de discos clandestinas nigerianas em algum lugar? Você pode tropeçar em algo não planejado, sem precedentes, espontâneo, indisciplinado?

Eu poderia continuar indefinidamente ... mas estou mais interessado em ver o que todos vocês usariam para julgar a "qualidade de vida" em um lugar. Se você tivesse que avaliar os melhores / piores lugares para morar em 2009, quais seriam seus critérios?


Assista o vídeo: 10 PAÍSES MAIS BARATOS PARA MORAR NA EUROPA: preço do aluguel e salários


Artigo Anterior

Índia vai oferecer carros para cidadãos que se esterilizam

Próximo Artigo

Notas sobre uma garota andando na corda bamba