Natureza à venda: a tendência crescente de consumo na natureza


A foto hoje é um bom dia

Quando o ambiente natural é visto principalmente para recreação, caminhadas se tornam apenas mais uma atividade de consumo.

Em lugares como Em Hong Kong, por exemplo, as pessoas consomem uma experiência "natural" com a mesma facilidade com que consomem chá gelado e bolinhos de peixe do Seven Eleven local.

Muitas caminhadas em Hong Kong são planejadas para serem o mais confortáveis ​​possível. Em uma das trilhas há bancos e lixeiras, telefones de emergência e, no meio da caminhada, uma loja que vende macarrão e tofu doce.

No final da trilha há até uma máquina de bebidas que dispensa água e coca.

Gostei da conveniência das trilhas para caminhada de Hong Kong, mas não pude deixar de compará-las com as caminhadas na Austrália. Em particular, lembrei-me de uma experiência de me perder e passar a noite no mato, sem máquinas de bebidas ou bancos.

Foi uma experiência muito menos confortável, mas da qual sempre me lembrarei.

Se a interação da maioria das pessoas com a natureza é uma extensão de seu estilo de vida de consumo, algo deu errado. Uma caminhada não levará a uma reavaliação de seu lugar no ambiente mais amplo ou incutirá um maior respeito pela natureza.

Natureza à venda

O que acontece quando as experiências ao ar livre são embaladas e vendidas como qualquer outra mercadoria?

Quando o ambiente se torna um playground para as pessoas, o custo de admissão ao playground é igual ao valor do local. De acordo com essa atitude, se as montanhas são boas para passeios de fim de semana, então elas têm valor. Se não, ative as escavadeiras.

John Muir disse:

Suba as montanhas e receba as boas novas. A paz da natureza fluirá para você enquanto o sol flui para as árvores. Os ventos soprarão seu próprio frescor em você, e as tempestades, sua energia, enquanto os cuidados cairão como folhas de outono.

Da mesma forma, Lao Tzu ecoa:

Natureza não se apressa, contudo tudo é realizada.

Essa visão é ver a natureza como algo que tem um valor intrínseco: se as pessoas podem tirar algo da montanha ou não, elas devem ser respeitadas e protegidas.

De acordo com muitos filósofos ambientais, essa abordagem não só funciona melhor para o ambiente natural, mas também é um elemento fundamental da espiritualidade humana.

Esta abordagem visa desafiar a tradicional dicotomia ocidental do homem e da natureza como duas coisas separadas.

O valor da humildade

Uma visão intrínseca do valor da natureza nos faz questionar quem ou o que está no controle da experiência.

Quando você começa uma caminhada de um dia em muitos parques nacionais que estão fora da rota turística, você deve se submeter ao ambiente ao redor.

É uma hora de respeitar o clima, seu corpo e o sol, pois você pode estar longe de ajudar se algo der errado.

Nessas raras ocasiões, nos sentimos humildes e nos lembramos de como trabalhar dentro dos limites de nossos próprios corpos e do mundo natural.

Para a maioria das pessoas que gostam de caminhadas em locais remotos ou desafiadores, seu senso de respeito pelo meio ambiente continua após a caminhada e elas permanecem conscientes de seu impacto quando retornam à cidade ou ao local de trabalho.

Ao fazer caminhadas, faça um esforço para explorar além das trilhas populares e explore territórios menos familiares.

Hoje em dia, devemos nos esforçar para promover o respeito ao meio ambiente e experimentar o mundo natural em seus próprios termos.

Quais são seus pensamentos sobre a mercantilização da natureza? Compartilhe nos comentários!


Assista o vídeo: Justin Timberlake - Say Something Official Video ft. Chris Stapleton


Artigo Anterior

Paris em 100 Macarons

Próximo Artigo

Resenha: Mate os períodos de viagens enfadonhos com o Nintendo DS