Bactérias: uma nova alternativa à gasolina


Foto por: midorisyu

Cientistas da UCLA podem ter encontrado a solução para nossos problemas de combustível.

Recentemente, cérebros de pesquisa supremos na UCLA Henry Samueli School of Engineering and Applied Science descobriu uma maneira de modificar geneticamente um tipo de bactéria para consumir CO2 e produzir isobutanol, um combustível líquido que pode ser usado como alternativa ao gás.

E o processo requer apenas luz solar para funcionar, o que significa que essa conquista traz consigo todos os tipos de implicações energéticas mais limpas, verdes e baratas.

Revolucionário? Pode apostar.

A bactéria modificada serve potencialmente não apenas como um substituto do combustível, mas também como um agente de limpeza ambiental por meio de seu consumo de dióxido de carbono, o vilão em nossa história do aquecimento global. Os pesquisadores dizem que o lugar ideal para essa bactéria é próximo a usinas que emitem dióxido de carbono para que os gases de efeito estufa das plantas possam ser engolidos e reciclados em combustível líquido.

Infelizmente, a pesquisa está apenas em seus estágios iniciais, sendo ainda muito cedo para dizer se esta será ou não a bactéria que salva o mundo.

Até então, devemos continuar fazendo a nossa parte para tentar reduzir as emissões enquanto assistimos ao infame relógio de emissões subir para números insondáveis.

Você pode ler mais sobre a pesquisa aqui na edição online da revista científica Nature Biotechnology.


Assista o vídeo: System Of A Down - Toxicity Official Video


Artigo Anterior

Notas sobre furtos na American Apparel

Próximo Artigo

Matador lança seu Flickr Photo Pool